segunda-feira, 28 de novembro de 2016

GOLPE CAMUFLADO CONTRA A #LAVAJATO E OUTRAS OPERAÇÕES

Sem conseguir aprovar anistia para os crimes de caixa 2, corrupção, lavagem etc., a estratégia dos políticos investigados ou denunciados por envolvimento no #Petrolão e outros esquemas será criminalizar o trabalho correto de Juízes e Procuradores que combatem esses delitos.

Como se materializará a estratégia? Entre outras ações em curso, tem-se:

1) Aprovando o #PL280 de autoria de Renan Calheiros, para transformar em crime de abuso de autoridade as investigações  e denúncias do Ministério Público e as decisões judiciais que atingem os corruptos políticos. 

2) Reintroduzindo a #Medida18, excluída do relatório comissão, ao projeto das #10Medidas contra a corrupção, durante a votação no plenário da Câmara, para criminalizar os atos de responsabilidade típica praticados por Juízes e Procuradores. 

O golpe é camuflado, porque, alardeando supostamente combater abusos e crimes de responsabilidade, tais projetos legislativos, se aprovados, permitirão verdadeira intimidação sistemática de Juízes e Procuradores, para que deixem de combater a corrupção praticada por políticos poderosos.

Para se ter ideia da gravidade de tais projetos, eles permitem que qualquer militante partidário, sindicalista, integrante de "movimento social", sob dominação de partido político, possa funcionar como "laranja" e processar Juízes e Procuradores, ameaçando-os com a perdas dos seus cargos. 

Por exemplo, o Procurador Deltan, coordenador da  força-tarefa do #MPF, e o Juiz Moro poderiam, ainda que sem nenhum fundamento real, ser processados por qualquer militante partidário, sindicalista, integrante de "movimento social", funcionando como "laranja", sob ordens de partido político, inconformado com as denúncias criminais contra Lula, José Dirceu, João Vaccari, Eduardo Cunha etc. 

Portanto, é gravíssima tal situação. A sociedade deve ficar atenta, para que não seja vítima de desinformação e golpe a favor dos corruptos e da Orcrim, que tomou de assalto o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A liberação dos comentários obedecerá estrita e rigorosamente os critérios do proprietário do blog, observando, em primeiro lugar, os princípios legais.